Livro: Os Ultimos Preparativos.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014
Livro: Os Ultimos Preparativos
Paginas: 334

Editora: Verus
Autora: Maggie Shipstead

*cedido pela editora para resenha
Sinopse: É O FIM DE SEMANA DO CASAMENTO DE DAPHNEWinn Van Meter, seu pai, segue em direção à ilha de Weskeke, onde acontecerá o evento. No carro, ele leva o vestido da filha e questões que o atormentam. Agatha, amiga de Daphne, faz com que pela primeira vez ele cogite ser infiel. e Van Mater tem certeza de que sua não entrada no Pequod, o clube de golfe da ilha, é culpa de seu antigo, suposto, rival Jack FennPor outro lado, Livia, a filha mais nova de Winn, acaba de sair de um relacionamento traumático, mas no fundo acredita que tudo ficara bem. Porém na busca de algo que a ajude a suportar a perda, pode encontrar problemas maiores.E assim é montado um divertido espetáculo regado a gins-tônicas, desejos reprimidos e uma baleia encalhada.


Oi amores tudo bem com você
Espero que sim.
Hoje vim comentar para vocês sobre o livro Os Últimos Preparativos.

O enredo conta a estória de Winn que tem o dever de levar as coisas do casamento de sua filha Daphne na ilha da família.
E durante sua estadia na ilha ele vai passar por varias coisas complexas que são ligadas não somente a ele mas sim a sua família.
Seus pensamentos vão se interligando a seus conceitos de vida. Por exemplo, o fato de Daphne estar gravida era algo que não o agradava, afinal gravida de sete meses e não estar casada (ainda) era um motivo de vergonha para o Winn, um homem que possui todos os trejeitos.

Para explicar melhor, Winn aparenta ser uma pessoa que não é preconceituoso mas devido a seu crescimento acabou por pegar atitudes que vem de família. Exemplo: O fato da Daphne citado, ou como foi mostrado no começo do livro um dos pensamentos, o fato dele sempre ter tido vontade de ter tido um filho homem e não mulher. Não quer dizer que ele não ame as filhas, porém ele não aceito de fato que não poderia ensinar a um filho coisas que para uma filha não pode.
Além disso Winn traz a importância que acha que os status sociais fazem, por isso sua participação de mais de um clube torna visível uma característica dele, de fato ele acaba sendo meio frívolo a algumas coisas.

A trama em si (porque é uma trama) acaba por se voltar em vários personagens, em especial a que me chamou mais atenção foi Livia que mostrou ser mais "louquinha" e mais sincera dali, e também pelo fato de aparentemente Winn não demonstra taaaaaaaaaaanto interesse em sua vida afetiva e ela acabar por ficar com seus desvaneio só para si. Para falar a verdade ele não se importa muito com ninguém,

Quem leu o livro vai perceber que são varias histórias interligadas, ou seja, todas possuem a mesma base porem com coisas importantes destacados.
Me envolveu em alguns momentos, mas não vou mentir me irritei com o livro, tive uma expectativa totalmente diferente do livro e quando o li perdi totalmente o interesse.
É uma estória que traz conceitos bacanas de como lidar com nossos pensamentos (pelo menos eu ao ler percebi isso) porém não vi a graça que era para ser voltada o livro e achei alguns momentos dramáticos demais.

PS: Outra coisinha que esqueci de dizer, o livro se tornou meio degastante para mim, pois eu me confundi muito em alguns pensamentos. Já li livros com pensamentos interligados sem aviso prévio, porém nesse tinha hora que eu não sabia ao certo quem falava rs.

Bem gente é isso, espero que vocês tenham gostado. Infelizmente eu não consegui explicar certo na resenha devido a correria e a minha falta de paciência para esse livro que foi grande rsrs.
Acompanhei algumas resenhas diferenciadas e vi que algumas pessoas gostaram do livro, e conseguiram destacar alguns pontos que não consegui, pois afinal achei Winn muito irritante ao longo de toda a estória. E por fim acabei por destacar mais ele.
Mas é isso.
Fiquem com Deus um beijão e tchau!

Nenhum comentário

Postar um comentário